Fundador

Atividades

Publicações

O Museu Pio XII, no âmbito da missão desenvolvida pelo Instituto de História e Arte Cristãs (IHAC), reúne um conjunto de publicações que visa promover a inventariação, estudo e divulgação do espólio do Museu e da Arquidiocese de Braga.

Esta Fundação cultural da Arquidiocese de Braga, apoiada na extensão bracarense da Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa e no Seminário Conciliar de S. Pedro e S. Paulo da Arquidiocese de Braga procura promover a inventariação, recolha, organização, conservação, restauro, estudo e investigação do Arquivo Arquidiocesano de Braga e dos valores artísticos e arqueológicos que são património da Igreja Arquidiocesana de Braga.

Ao mesmo tempo, colabora na conservação, enriquecimento e beneficiação dos Museus Pio XII e Medina.

Desde 2017 o Museu Pio XII tem promovido ainda uma coleção de publicações dedicadas a artistas contemporâneos.

Activities

Publications

The Pius XII Museum, in the context of the mission developed by the Institute of Christian History and Art (IHAC), brings together a set of publications that aim to promote cataloguing, studying and disseminating the Museum's legacy. This Cultural Foundation of the Archdiocese of Braga, supported in the extension of the Faculty of Theology of the Catholic University of Portugal and the Conciliar Seminary of São Pedro and São Paulo of the Archdiocese of Braga, aims to promote cataloguing, collecting, organising, conserving, restoring, studying and researching the Archdiocesan archive of Braga and the artistic and archaeological values that are a heritage of the Archdiocesan Church of Braga.

At the same time, it collaborates towards conserving, enriching and improving the Pius XII and Medina Museums.

Since 2017, the Pius XII Museum has also promoted a collection of publications dedicated to contemporary artists.

Fundador

O museu

Fundador

Integrou o Cabido da Sé de Braga, onde desempenhou a missão de Deão. Entre 1948 a 1975 desempenhou as funções de reitor do Seminário Conciliar de S. Pedro e S. Paulo, da Arquidiocese de Braga.

Fruto do seu interesse pessoal pela arqueologia, haveria de fundar em 1957 o Museu Pio XII, aproveitando os espaços vazios do edifício do antigo Colégio de São Paulo, entretanto devolvido à Arquidiocese. Em 21 de Junho de 1984 fundou o Museu Medina.

No âmbito da sua sublinhada devoção às causas do património cultural, realizou escavações, escreveu artigos, organizou exposições e conferências. Colaborou também na fundação do Instituto Limiano e com o Museu dos Terceiros, em Ponte de Lima. Foi ainda sócio da Academia Portuguesa de História.

O reconhecimento pelo seu trabalho em prol da preservação e valorização do património cultural não tardou. Em 1986 foi agraciado com a Medalha de Mérito Cultural pela Secretaria de Estado da Cultura e em 1990 o Presidente da República haveria de conferir-lhe a Comenda da Ordem de Mérito.

Faleceu na cidade de Braga a 12 de novembro de 1992, deixando um legado cultural de enorme relevância. A edilidade bracarense reconheceu o seu mérito integrando o seu nome na toponímia, com uma rua na freguesia urbana de São Vicente, dando provimento a uma proposta da Comissão de Toponímia datada de 20 de maio de 1993.

Cónego Luciano Afonso dos Santos

Fundador do Museu Pio XII, era natural da freguesia de Alvarães, em Viana do Castelo, onde nasceu em 24 de setembro de 1913.

Frequentou os seminários de Braga, dado que Viana do Castelo integrava ainda a arquidiocese bracarense, tendo sido ordenado sacerdote a 11 de outubro de 1936. Entre 1936 e 1940 licenciou-se em Teologia Dogmática pela Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma.

.